sábado, 13 de setembro de 2008

Como elaborar uma oficina?!

Caros amigos.

Nesta época, é interessante como quase todas as instituições de ensino que conheço se envolvem em trabalhos, projetos e oficinas. Substituindo as velhas feiras dos estados e nações, as oficinas trazem uma nova roupagem aos projetos escolares; E podem ser aplicadas desde a educação infantil até a educação de jovens e adultos. Para tanto é preciso ter alguns cuidados, respondendo algumas perguntas iniciais:

  1. Por que uma oficina? Porque os alunos produzem e, enquanto produzem aprendem, utilizando os diversos níveis do aprendizado, trabalhando as diversas inteligências.
  2. Para que uma oficina? É preciso ter a clareza de objetivos: Para provocar um assunto novo; para avaliar um assunto aprendido; para realizar um aprendizado intertransdisciplinar, etc.
  3. Qual o tema? Definir com clareza e sucintamente o tema, uma vez que a oficina escolar, para crianças e adolescentes, deve ser breve e significativa, com a duração de duas horas, no máximo. Do contrário, a dispersão, o cansaço e o desinteresse se apresentam, pondo em risco todo o trabalho.
  4. Qual a carga horária? Esta deve ser prevista, analisando o tema, as atividades, a faixa etária, a quantidade de participantes e o tempo previsto.
  5. Que atividades realizar? As atividades devem ser poucas e significativas. Que o participante tenha o tempo hábil de sensibilizar-se, provocar, questionar, criar, analisar e sintetizar.
  6. Como avaliar? Há diversas formas: avaliação qualitativa ou quantitativa. O facilitador poderá utilizar uma planilha com tópicos a serem avaliados, para facilitar. Podem ser utilizados outros instrumentos, como desenhos, imagens, tabelas. É importante que a avaliação aconteça de forma interativa: do educador e do educando: sobre si mesmo e sobre o grupo.
  7. Como finalizar? É imprescindível uma reflexão que remeta o educando ao antes e depois: Como eu pensava e como eu penso agora; como eu agia como tentarei agir a partir de agora. A depender do grupo e do tema, pode-se realizar um termo de compromisso coletivo, convidando os participantes a, juntos, encontrar caminhos para as novas posturas.

A oficina deve ser dinâmica, prazerosa e envolvente, com atividades que contemplem dos mais tímidos aos mais falantes. As estratégias devem atender aos seguintes passos:

  1. Apresentação do grupo e do tema
  2. Sensibilização
  3. Provocação
  4. Atividades do grupo – Produção
  5. Apresentação das atividades
  6. Comentários
  7. Síntese / Avaliação

Assim que tiver mais um tempinho, postarei mais sobre o assunto. Deixem um recadinho emitindo opinião e solicitações que terei muita alegria em atender.

Felicidades e bom trabalho!

22 comentários:

Liliane disse...

Voce é impar no que faz.Gosto da forma que voce encorpora a educação. Sua sabedoria é contagianete e nos transporta a uma realidade talvez nunca vivenciada.Acredito no que voce propoem!
Parabens!!!

angelica disse...

OLÁ!!
TRABALHO COM EDUC.INFANTIL.ADOREI AS DICAS.OBRIGADA1
ANGÉLICA COUTINHO,ARARUAMA, RJ.

MARIA MARGARIDA DE SOUZA disse...

Você passa uma grande segurança no tocante a educação, trabalho no apoio pedagógico de uma escola de ensino fundamental, e tenho uma grande tarefa para realizar que é, fazer uma formação continuada com os professores do 1° ao 5° ano; foi detectado as dificuldades dos mesmo que é trabalhar com oficinas. Gostaria de receber algumas orientações para este trabalho. meu email é:maria-margaridas@hotmail.com. UM abraço; Maria

Anônimo disse...

OLÁ
tRABALHO COMO PEDAGÓGA EM UM ABRIGO DE CRIANÇAS,ADOREI SUA DICA OBRIGADO.

patricia travassos disse...

Gostaria de citar alguns autores que falam dos benefícios das oficinas no processo de aprendizagem. vc teria alguem para indicar? Caso tenha favor encaminhar pAra o meu e-mail. patriciatravassospe@yahooo.com.br
Obrigadíssimo Patrícia ARRUDA

Anônimo disse...

prciso realizar uma oficina sobre vogais pretônicas, e não sei como . vc poderia me dar algumas dicas. obrigada

VitaMóre disse...

Gostei muito da forma como você postou como organizar uma oficina. Gostaria, se possível, que você me orientasse a fazer uma Oficina para uma DST. Trata-se do HTLV, a idéia da oficina foi sugerida pela Secretaria de Saúde do RJ/Programa DTS/AIDS. Eu costumo dar palestras sobre o tema, mas nunca idealizei uma Oficina. Perdoá-me a ignorância, mas qual é a diferença entre as duas coisas?

Anônimo disse...

Olá, gostei do conteúdo bem envolvente. Sou estudante de comunicação social e precisamos desenvolver uma oficina sobre o tema Instituto Ethos, tem alguma sugestão criativa? Teremos 1h20 para realizá-la, obg beijos

si disse...

Olá,gostei muito da dica gostaria que você me orientasse em uma oficina de capoeira em que trabalho com um movimento bastante específico em que o tempo é só de 45 minutos.

Anônimo disse...

Olá,gostei muito da dica gostaria que você me orientasse em uma oficina de capoeira em que trabalho com um movimento bastante específico em que o tempo é só de 45 minutos.Qualquer dica envie para siliocaldas1@hotmail.com

Marla santana disse...

Bem direto, vc esclareceu minhas dúvidas. Estou com objetivo d criar uma oficina para realizar na escola aberta do meu bairro. Trabalho com dança. mas não tenho nenhuma formação específica. sou autodidata. então só mesmo recorrendo a net para conseguir realizar o q quero! abraços. valeu!

CASTRO DUTRA disse...

Olá!
Ótimas dicas! Estamos nesse momento elaborando oficinas para serem aplicadas em nossa escola aqui na Bahia!

Parabéns!
Grata, Valdinéa.

CASTRO DUTRA disse...

Olá!
Ótimas dicas! Estamos nesse momento elaborando oficinas para serem aplicadas em nossa escola aqui na Bahia!

Parabéns!
Grata, Valdinéa.

Edu Borges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olá, gostei muito das suas dicas de como elaborar uma oficina, estou elaborando uma oficina sobre hipertexto para alunos de ensino médio, gostaria de pedir algumas ideias suas, se for possível. Meu e-mail é eduborges95@hotmail.com, muito obrigado.

Dalila disse...

Gostei muito da matéria,trabalho com capoeira e educação ambiental e meu foco é conscientizar através de oficinas. Participamos de vários eventos por isso estou sempre buscando me qualificar e procurando novas idéias. Incrível o seu blog. Parabéns!

Anônimo disse...

Olá,
Gostei muito das dicas de como montar uma oficina. Trabalho em uma biblioteca escolar e pretendo montar uma oficina de leitura.

Elina Pereira disse...

Olá gostei muito da dica sobre oficina,nos ajuda muito a fazer uma oficina com os alunos.

Elina Pereira disse...

Olá gostei muito da dica sobre oficina,nos ajuda muito a fazer uma oficina com os alunos.

Anônimo disse...

Muito bom!!Ajudou muito!!

Carmen Santos disse...

Estou admirando muito o seu trabalho, vou utilizar a sua página como minha parceria de conhecimentos. Parabéns e Parabéns tu és um ser perseverante, que faz do seu dom um sacerdócio! Avante sempre! Abraço.

BRUNA disse...

OLÁ, ADOREI A ORIENTAÇÃO, VOCÊ FOI PERFEITO NA ESCOLHA DAS PALAVRAS, PARA DEIXAR A MENSAGEM BEM CLARA. OBRIGADA, É MUITO BOM CONTAR COM PESSOAS ASSIM COMO VOCÊ, PARA NOS TIRAR DO SUFOCO.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...