segunda-feira, 27 de maio de 2013

AUTISMO - PARTE 1



Queridos amigos

A repercussão do livro “Meu filho tem autismo, e agora?” foi grande! Embora tenham poucos comentários na postagem sobre o sorteio, recebi uma avalanche de e-mails com depoimentos e dúvidas a respeito do tema em questão.
Por esta razão, compartilharei aqui, os meus estudos modestos sobre o Transtorno do Espectro Autista. Caso haja alguma dúvida, sugestão ou depoimento que queiram compartilhar, fiquem a vontade para deixar comentário ou enviar e-mail para naurelitamaia@gmail.com.

Então, vamos lá!



O transtorno autista ou autismo infantil vem sendo cada vez mais diagnosticado no nosso país. No entanto, muitas crianças, verificam Silva & Mulick (2009), só vão ser diagnosticas entre 6 e 7 anos de idade.  
Este transtorno faz parte de um grupo de transtornos do neurodesenvolvimento chamado Transtornos do Espectro do Autismo (TEAs), Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGDs), ou Transtornos Invasivos do Desenvolvimento (TIDs).

Segundo Silva & Mulick (2009), esse grupo de transtornos apresenta sintomas centrais no comprometimento em três áreas específicas do desenvolvimento, a saber:
(a)  déficits de habilidades sociais,
(b)  déficits de habilidades comunicativas (verbais e não-verbais)  
(c) presença de comportamentos, interesses e/ou atividades restritos, repetitivos e estereotipados.

De acordo com a American Psychiatric Association [APA], fazem parte deste grupo de TGDs, o transtorno desintegrativo da infância, o transtorno (ou síndrome) de Asperger, o transtorno de Rett e o transtorno global do desenvolvimento - incluindo o autismo atípico.


Critério de Diagnóstico
Para diagnostica o Transtorno do Espectro Autista, há vários modelos, entre eles o critério de Diagnóstico DSM-IV-TR, muito utilizado no Brasil e na Europa.

Segundo os critérios do DSM-IV-TR, para que a criança seja diagnosticada com transtorno autista, ela deve apresentar pelo menos seis da lista de doze sintomas apresentados na Tabela 1, sendo que pelo menos dois dos sintomas devem ser na área de interação social, pelo menos um na área de comunicação, e pelo menos um na área de comportamentos restritos, repetitivos e estereotipados.

Lista de sintomas do transtorno autista, por área, de acordo com os critérios oferecidos pelo DSM-IV-TR (APA, 2003).

Comprometimento qualitativo da interação social:
(a) Comprometimento acentuado no uso de múltiplos comportamentos não-verbais, tais como contato visual direto, expressão facial, posturas corporais e gestos para regular a interação social;
(b) Fracasso em desenvolver relacionamentos com seus pares apropriados ao nível de desenvolvimento (à sua faixa etária);
(c) Ausência de tentativas espontâneas de compartilhar prazer, interesses ou realizações com outras pessoas;
(d) Ausência de reciprocidade social ou emocional.

Comprometimento qualitativo da comunicação:
(a) Atraso ou ausência total de desenvolvimento da linguagem falada (não acompanhado por uma tentativa de compensar por meio de modos alternativos de comunicação, tais como gestos ou mímica);
(b) Em indivíduos com fala adequada, acentuado comprometimento da capacidade de iniciar ou manter uma conversa;
(c) Uso estereotipado e repetitivo da linguagem ou linguagem idiossincrática;
(d) Ausência de jogos ou brincadeiras de imitação social variados e espontâneos próprios do nível de desenvolvimento (i.e., da sua faixa etária).

Padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades:
(a) Preocupação insistente com um ou mais padrões estereotipados e restritos de interesse, anormais em intensidade ou focos:
(b) Adesão aparentemente inflexível a rotinas ou rituais específicos e não-funcionais;
(c) Maneirismos motores estereotipados e repetitivos (ex., agitar ou torcer mãos e dedos ou movimentos complexos de todo o corpo);
(d) Preocupação persistente com partes de objetos.

Além destes sintomas, a criança deve também ter começado a exibir atrasos (ou funcionamento atípico), até a idade de três anos, em, no mínimo uma das seguintes áreas:
(1) interação social, (2) linguagem para fins de comunicação social ou (3) brincadeiras ou jogos simbólicos ou imaginários.
De acordo com Mercadante (2006), o diagnóstico de transtorno autista apenas deve ser estabelecido quando o quadro não for mais bem explicado pelo transtorno de Rett ou pelo transtorno desintegrativo da infância, que fazem parte dos transtornos globais do desenvolvimento (TGDs) não-autísticos.

Referências:
 SILVA, Micheline; MULICK, James A. Diagnosticando o transtorno autista: aspectos fundamentais e considerações práticas. Psicol. cienc. prof.,  Brasília, v.29, n.1, mar. 2009. Disponível em . acessos em  27  maio  2013.
American Psychiatric Association.  DSM-IV-TR, manual
diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 4. ed. rev.
Porto Alegre: Artmed, 2003.

Sugestões de sites e blogs sobre o tema:
http://uadarque.wordpress.com 
http://bananinhaazul.blogspot.com.br/
www.ama.org.br/
drauziovarella.com.br/crianca-2/autismo
http://veronicaribeiropsicologa.blogspot.com.br/  

8 comentários:

Profª Rosa Maria disse...

Bom dia colega multiplicadora passei para dizer que seu blog é maravilhoso e sempre que posso, faço um visitinha. Parabéns

Profª Rosa Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Mãe do Autista disse...

Parabéns pelo Blog, multiplicar idías , informações,sobre autimos é dividir amor!
Beijoa Alessandra
Mão do Autista.Blog

Irivan Alves disse...

Olá Multiplicadora Naurelita, felicidades para toda sua casa!

Dia 05/07 estamos completando um ano de atividades. Vou confessar que não é nada fácil ter que organizar todas as postagens constantemente, atender inúmeros pedidos em off, porém fazemos com muito carinho e procuramos fazer o nosso melhor da forma que é possível para nós, em virtude de tempo e cansado do trabalho.

No momento estamos de férias do trabalho e, para aproveitar esse tempo extra (as férias) queremos pedir a você em especial que convide outros educadores para conhecer o Projeto Educadores Multiplicadores. Assim nossa festa no dia 05/07 será ainda mais abrilhantada. Vamos alargar nossas fronteiras! Todos pela Educação!

DIVULGUE PARA SEUS AMIGOS PROFESSORES o EDUCADORES MULTIPLICADORES.

A parceria é exclusiva para blogs de Educadores/Professores que escrevem conteúdos ligados diretamente à Educação.

Por de falta de tempo, pedimos desculpas pela demora em lhe visitar.
.
Abraços, fiquemos na Paz de Deus e até breve. Agradecemos sua compreensão!

Atenciosamente,

IRIVAN

Beta disse...

Feliz Dia do professor!!!!
Passe lá no blog http://sosprofessor-atividades.blogspot.com.br/
e pegue o selinho.
Bjos

Irivan Rodrigues disse...

Multiplicadora, a vida daquele blog depende de você!

Dê a sua opinião, não deixe que mais um blog morra!

http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/2014/04/multiplicadora-nao-deixe-que-mais-um.html

Contamos com a sua presença! Desde já, agradecemos por sua visita.

Irivan Rodrigues

Aise silva disse...

Olá vim dos Educadores Multiplicadores, Passando para te visitar e para te convidar a visitar e fazer parte de meu novo blog, e que o antigo foi invadido e excluído,estou seguindo todos os amigos novamente, mas devagar estou recomeçando, uma semana abençoada! http://proaisesilvaartedeeducar.blogspot.com.br/

Irivan Rodrigues disse...

Olá Multiplicador(a), que 2015 seja de boas realizações para você e toda sua casa!

Naurelita, estamos aqui em nome dos Educadores Multiplicadores, pois estamos precisando de sua ajuda para alargar as fronteiras do conhecimento e encurtar a distância entre os educadores.

Ajude-nos a conhecer novos trabalhos, fazer novas e boas amizades, todos nós ganharemos. Gostaríamos que convidasse 2 ou 3 blogs de sua lista de professores para fazerem parte da Família Educadores Multiplicadores.

Ah, educador(a) não esqueça de atualizar/adicionar o nosso banner de parceria em seu blog, isto é muito importante.

Certo de sua compreensão, agradecemos em nome de todos os Educadores Multiplicadores. Contamos com você! Fiquemos na Paz de Deus e até breve.

Irivan Rodrigues

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...